Quais As Formas De Montar Uma Loja Virtual Para O Seu Mercado?

Se você já tem o seu próprio negócio, mas ainda não teve tempo de montar sua loja virtual, não perca mais tempo, nem dinheiro!

Mas, se você ainda não tem um negócio próprio e quer criar um negócio online e montar uma loja virtual, também não perca mais tempo e nem dinheiro!

Acredito que você, uma pessoa antenada, já está ciente de tudo isso, não é? E o que você precisa, agora, é saber de que maneira entrar no mundo do e-commerce!

E-commerce é apenas um nome pomposo que se dá aos negócios online ou virtuais, e não é preciso ter conhecimentos técnicos apurados para se iniciar neste mercado. Mas, alguns cuidados básicos não podem ser esquecidos!

Formas de montar uma loja virtual para o seu mercado

Montar um negócio online não significa certeza de sucesso. Apesar de não ser necessário um local físico com vitrines, expositores, vendedores a postos, gastos com aluguel, água e luz, montar uma loja virtual importa em outras necessidades.

Lojas virtuais também precisam de estoque, espaço para guarda desse estoque, cuidado e planejamento da logística de entrega de produtos e serviços etc.

Mas, em relação ao e-commerce, existem outras providências que são fundamentais, e das quais dependem, diretamente, a longevidade de seu negócio online:

1. Escolher a plataforma!

Se você está iniciando e não dispõe de um bom capital de giro, escolha uma plataforma grátis! Apesar de um pouco limitadas, principalmente em relação ao layout de suas páginas, pode ser uma boa opção até que seus ganhos permitam mudar.

Outra opção gratuita, mas que vai lhe obrigar, caso você não saiba, a contratar profissionais para elaborar layout, subpáginas etc., são as plataformas de fonte aberta. Outro problema é a falta de suporte pelos distribuidores.

E, finalmente, as pagas! Normalmente, possuem bom suporte e permitem alterações na página. Todavia, por ser a opção com maior probabilidade de realização de negócios online, estas plataformas costumam cobrar sobre o faturamento da página.

2. Site responsivo!

Outra questão importantíssima é a responsividade dos sites! O que é isso? É a possibilidade de o seu site se adequar ao pequeno tamanho de smartphones e tablets. E isso é importante?

Respondendo: quase 80% de todas as vendas realizadas na web são feitas através de equipamentos móveis, ou seja, tablets e smartphones. Se o seu site não se adequa às pequenas telas, o prejuízo é bem grande.

Essa condição, por si só, praticamente anula a utilização de plataformas menos complexas, mas, como foi dito: em um primeiro momento é possível prescindir dessa responsividade.

3. Definir forma de pagamento!

De que forma você receberá pelos produtos ou serviços comercializados em sua loja virtual? Talvez, a melhor maneira seja utilizar os serviços de intermediadores, como: paypal, pagseguro, mercado pago etc. Afinal, eles se responsabilizam por tudo.

Os intermediadores te livram da burocracia de assinar contratos com bancos e bandeiras de cartões de crédito e, além disso, eles assumem todo o ônus da segurança das operações de venda.

Você só deve conhecer as taxas cobradas por cada um deles e escolher o que melhor se adequa à sua realidade de momento. Outras opções implicam na contratação de serviços antifraude e outras burocracias que, lhe garanto, não compensam!

4. Investir em marketing de conteúdo!

Quem frequenta uma loja virtual não está, simplesmente, procurando um determinado produto. Assim, como em lojas físicas, o cliente quer receber mais do que está pretendendo levar.

Investir em marketing de conteúdo é estabelecer um relacionamento mais próximo, mesmo à distância. É oferecer serviços e conteúdo que agreguem valor à página, fazendo com que o comprador passe a ser, também, um frequentador assíduo.

Você vai vender liquidificadores e batedeiras, então, por que não oferecer receitas de sucos e bolos? Por que não contar curiosidades sobre esses eletrodomésticos? O importante é que os conteúdos sejam relevantes para seus clientes!

5. Se prepare para dar suporte aos seus clientes!

De início, você mesmo terá de se encarregar de responder perguntas e solucionar problemas. Depois, você pode utilizar alguma ferramenta de gestão de suporte. Mas, com o tempo, será necessário contratar pessoas e adquirir ferramentas.

Os dois últimos pontos merecem uma atenção especial, portanto, trataremos deles em tópico específico.

Logística de entrega de produtos e serviços e fretes

Quem compra, quer receber! Básico ao extremo, mas, justamente por ser básico, muitos cometem o erro de subestimar este processo!

Dizem que um cliente satisfeito pode contar sua experiência para até 10 pessoas, mas, um cliente insatisfeito, nos dias atuais em que todos têm milhares de “amigos” e “seguidores”…, faça as contas!

Basicamente, existem duas formas de entrega: pelos Correios ou transportadoras. Enquanto os Correios vivem em crise e com constantes atrasos, as transportadoras são uma opção mais estável.

Além disso, pelos Correios existem restrições de peso e dimensão. Mas são ideais para quem está começando e não opera com grandes volumes de encomendas.

Já as transportadoras, apesar de não sofrerem com greves e outros problemas de natureza semelhante, são mais caras e mais voltadas para grandes volumes de cargas. Mas, escolha transportadoras sérias e de boa reputação.

Vale a pena montar uma loja virtual?

Essa é uma pergunta que eu costumo responder com números;

  • Mais de 54% da população brasileira utilizam a internet todos os dias. 74% dos negócios realizados pela internet são fechados utilizando smartphones.
  • No Brasil, atualmente, existem quase 290 milhões de celulares, ou seja, um número maior do que o da própria população do país.

Por que é importante planejar?

Um negócio online não funciona sozinho! Isso seria mágica! Ele necessita de todas as preparações que qualquer outro negócio precisaria! Você não precisa alugar um local físico, mas, dependendo do negócio, ele deve existir… sua casa, por exemplo!

Importante deixar claro que empreender em um negócio online, apesar de dispensar inúmeras despesas relacionadas às lojas físicas, também possui seus gastos, que podem ser bem ou mal dimensionados, caso o planejamento não seja eficaz.

Preciso me capacitar?

E é para isso que estamos aqui: para lhe ajudar a montar sua loja virtual, mostrando o básico para que você não comece com o “pé esquerdo”! Como já dissemos, a dedicação e o trabalho não diferem de qualquer outro negócio.

É importante conhecer as ferramentas que podem alavancar o seu negócio online! Não basta ter site ou blog, mas saber como deixá-los mais visíveis, com boa presença na web e melhor visualização nos dispositivos móveis (celulares, tablets etc.).

Conhecer o mercado é importante?

Você mesmo decidirá! Responda às perguntas abaixo e faça essa análise:

  • Você tem experiência e conhecimento sobre o ramo de atividade que pretende desenvolver?
  • Você conhece o seu público-alvo?

Se você não tiver o mínimo conhecimento sobre o seu negócio ou sobre o seu público-alvo, o perfil das pessoas que poderão consumir seus produtos ou serviços, você poderá investir tempo e recursos em um negócio fadado ao fracasso. Simples assim!

Bem, agora você já sabe como montar sua loja virtual, todos os cuidados e detalhes a serem observados. Agora é colocar em prática tudo o viu neste artigo e começar a vender!

Este foi o nosso artigo de hoje! Comente e dê sugestões! Sua opinião é muito importante! Até nosso próximo encontro!